sábado, 31 de dezembro de 2011

I´m tired...

Cansei!
Tomei uma multa na Anchieta por andar a 92km/h.

Os caminhões passam por cima de você se andar a menos de 100.
Os "polícia" te multam se andar acima de 80 (tem trechos de 60!)...numa rodovia, ou melhor, autoestrada, de 4 pistas e super-bem cuidada pela EcoVias que nos assalta nos pedágios...
Em qualquer outro país do planeta, a velocidade limite seria 120km/h.

Com esta multa, atingi o meu turn-over...
Ficou barato comprar o novo LED da "Justar LED Inc." e instalar no meu carro!

Se continuar neste rítmo de R$400,00/ano em multas sem sentido, o meu pay-back deve ser de uns 3 meses.

Estou esperando a cotação da Ms. Serena Lee da Justar para encomendar os primeiros LEDs e montar um protótipo.

Acho que 200 watts com ângulo de abertura de 120° e 20.000 lúmens serão suficientes para cegar qualquer das câmeras da CET.

Assim que chegar, ensinarei como comprar, construir o inversor para alimentá-los e como instalar no carro para criar o speckle necessário em 850nm capaz de deixar os radares cegos.

PS.: Também estou trabalhando num dispositivo gerador de EMP para fritar os circuitos dos sensores de anel que a CET mantêm incrustados no asfalto da cidade, geralmente nos semáforos e faixas de pedestres...
O conceito é simples: carregue vários capacitores grandes com alta-tensão (gerada com um inversor a partir dos 12Vdc da bateria do seu carro) e aplique via um SCR parrudo (aqueles de bolacha de cerâmica para uns 2000V 2500A, no mínimo) em uma bobina construída sob o carro, bem em cima da bobina no asfalto. A F.E.M gerada no pico será suficiente para fritar a circuiteira dos radares fixos dos cruzamentos.


Antes de me crucificarem, dêem um passeio pelo Grande ABC (e São Paulo, em geral) para constatarem por si mesmos como funciona indústria das multas que mantêm o caixa das prefeituras bem gordo.

Tenham um ótimo 2012, sem multas no que depender dos meus experimentos...

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Daka-daka e Calaio!!!

Esta semana o Mundo perdeu mais uma figura memorável.
Sim. Memorável.

Quem é que consegue esquecer as agruras que o povo da República Democrática da Coréia do Norte passou nas mãos do maluco de pedra, e ditador nas horas vagas, Kim Jong-Il?
...República Democrática/ditador...
Essa é pra fazer qualquer um rir...



Qualquer um, em termos. O povo do país dele chorava aos baldes, não sei se lágrimas sinceras ou de jacaré...ou de alegria...sei lá.

Eu, com certeza, darei boas risadas.
Hoje à noite farei pipoca e, depois que o bebê dormir, assitirei pela enésima vez o hilário "Team América" da dupla Trey Parker e Matt Stone (os criadores do South Park).
O filme é para lavar a alma de tão engraçado.

Do naipe de South Park com direito à todos os refinamentos de humor-negro e do "politicamente incorreto", eles conseguiram produzir um longa de animação usando marionetes bem ao estilo "Thunderbirds" com a técnica do Supermarionation, criada pelo gênio Gerry Anderson.

Se não assitiram, estão perdendo tempo.
E olha, que comédia para me fazer rir, tem que ser das boas!!!

Ao lado dos Irmãos Marx, Curly dos Três Patetas, "Arizona Nunca Mais" e "As Loucuras de Dick And Jane", o "Team America" sempre me faz frir, não importa quantas vezes eu assista.

Fica a dica.





quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Big Brother (from George Orwell´s 1984...of course...)

O título acima é uma referência ao romance "profético" do autor inglês sobre como seria o mundo sem privacidade no ano de 1984, onde o Estado seria autoritário e absoluto interferindo em todos os aspectos do cotidiano das pessoas.

Passamos por 1984 e rumamos para 2012, onde ocorrerá o Fim dos Tempos, e não vimos as previsões do George Orwell acontecer, ao menos não na dimensão que ele preconizou.

Muitos de vocês já ouviram falar do tal projeto ECHELON que os estadunidenses mantêm como forma de detectar ocorrências em nível mundial de qualquer fato, informação, boato, fofoca, etc que coloque em risco a supremacia dos caras enquanto Império Global, ditando os rumos do que acontece pelo resto do mundo: de economia à situação geo-política...
Sempre achei balela esta neurose dos caras. Sempre achei que era coisa de filme.

Eu brinco de acreditar em teorias da conspiração só para deixar o Elton O. fulo da vida....

Bem, esta era minha posição até começar a usar o Google Analytics.
O GA é uma ferramenta disponibilizada pelo Google que permite a você fazer estatísticas de visitas ao seu(s) website(s) de maneira muito simples e direta. Ele mostra, entre outras coisas, a origem do tráfego, o navegador utilizado, quais páginas foram visualizadas e por quem, além de mostrar um mapinha-mundi da origem deste tráfego.

Vejam que interessante:


Viram a origem do tráfego no mapa? Está em tons de verde. Mais escuro, maior o tráfego.
Repararam qual foi o artigo que os yankees acessaram mais frequentemente?

Olhem o título do post no Blogger. É a segunda linha do ítem "Postagens".

Isso mesmo. Eu escrevi há um tempo atrás, como o Brasil fez para desenvolver seu programa de armas nucleares sem levantar muitas suspeitas e, de brincadeira, dei a dica pros Norte-Coreanos, Iranianos, Paquistaneses e afins de como fazê-lo...tudo no clima de gozação, apesar da seriedade do assunto.

Não é que os gringos ficam acessando minha página por conta das palavras-chave que utilizei no texto e, o tal ECHELON, que varre a rede em busca de "perigos potenciais ao tal American-dream" acaba sendo sensiblizado dando o apito na CIA ou na própria NSA!?!

Cara, neurose tem limite!
O problema destes caras é que nunca se tocam sobre os seus limites!
Tenham dó!

Que tal ajudar as demais nações com educação ou melhorias nas técnicas de cultivo de alimentos ao invés de gastar tempo e dinheiro bisbilhotando sites de deboche ou costruindo armas de destruição em massa?
Depois fica todo mundo com "cara-de-bunda" quando algum muçulmano radical e maluco explode um par de prédios...e vocês ainda fingem não saber o porquê e se fazendo de vítmas...ora, tenham dó!



Acho que seria, no mínimo divertido, se cada internauta do planeta escrevesse umas 10 palavras-chave por dia no mesmo texto...duvido que o BB yankee teria como verificar as 2.000.000.000* x 10 ocorrências por dia!




* http://oglobo.globo.com/tecnologia/numero-de-internautas-ja-passa-de-2-bilhoes-afirma-onu-2832538

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Foi ao cinema e matou a mulher...

Eu sei que está invertida a frase aí de cima.
É que hoje recebi uma boa que aconteceu no UK:

O cara matou a mulher asfixiada depois que ela destruiu dois bonecos do Star Wars (o Luke e seu pai Darth Vader).
Eram bonecos que o cara tinha guardados desde que era criança...

Sigam meu raciocícnio:
Os dois bonecos são raros, concordo.
Porém compráveis.
É só vasculhar no e-bay que você acaba achando um par novo pra comprar.
Será caro, com certeza, mas eles existem e estão disponíveis.

Agora imaginem uma White Star do Babylon-5:


Feita totalmente de resina, plástico e metal. Peça única, que levou 6 meses para ser finalizada às custas de muitas horas de sono perdido, lágrimas e asfixia por Thinner... e que ganhou dois primeiros-lugares em concursos do GPPSD (http://www.gppsd.com.br/), tendo aproximadamente 1,2m de comprimento e pintura aerografada idêntica ao CG do seriado.
O que fazer com a minha "ex" que pegou a dita-cuja na calada da noite, pôs na calçada da frente da minha ex-casa e, ao meio-dia (pra toda a vizinhança testemunhar), desceu o porrete até não sobrar um caco maior que 5cm?

Matar asfixiada é pouco!




Vejam as únicas recordações que sobraram dela...(da nave, é lógico)



A espaçonave amarela é o Vorlon Ambassatorial Transport (esta eu consegui salvar...)

sábado, 8 de outubro de 2011

Life is unfair

E eu esperando ver no noticiário o anúncio do MS-Defunct...
a Apple, como sempre, foi mais rápida e lançou primeiro:

...sempre lembraremos de você e sentiremos sua falta cada vez que nosso windows travar...

Siga em paz e faço votos que você revolucione o além inovando por lá, pois de acordo com nossas religiões, o lugar deve ser chato pra caralho!

God speed.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Equinox

Hoje, dia 23 de Setembro às 9h04min, aconteceu o equinócio de primavera do hemisfério sul.
Para comemorar este evento cósmico singular que, sabe-se lá porque o GADU resolveu fazer assim, postarei uma tirinha que recebi de um amigo.


Outra sobre o Cara que sempre me lembro é a fala de um filme (não sei qual), quando um alienígena confuso com o conceito de Deus, pergunta para um terráqueo:
"-O que é Deus?"
Quando o terráqueo dispara a metralhadora verborrágica e manda a seguinte frase:
"- Deus? Bem, Ele é um Cara que mora no céu e se diverte o tempo todo às nossas custas, negando sistematicamente, cada pedido que você faça à ele!".

Brincadeiras e gozações à parte, meu conceito para O Todo Poderoso é um pouco mais complicado...
Andando por estes últimos 43 anos no fio da navalha me deparei com tudo quanto é definição que vc possa imaginar para o Digníssimo, porém um texto do Scott Adams, sim o criador do Dilbert das tirinhas, me fez refletir um pouco mais sobre o tema e perceber muitas afinidades dos seus escritos com meu conceito d´Ele.


Have fun!

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Tampa de bueiro no Japão

Inacreditável!

Recebi de um amigo aikidoísta, o R.G., um  e-mail com várias imagens de tampas de bueiro do Japão.
É impressioante ver o DÔ até num detalhe que à primeira vista, pensaríamos insignificante, tal como uma tampa de bueiro.

Vejam alguns exmplos.














Guardei para o final algo mais familiar para nós Brasileiros:

Olhem com atenção e reflitam à respeito.
Quanto tempo vocês acham que levará até que nossas tampas de bueiro fiquem parecidas com as do Japão?



Até que não seria tão ruim ser atingido por uma tampa de bueiro explodido se ao menos ela fosse decorada...


Pensando bem, se fosse aqui no Brasil, não teria uma tampa sequer no chão. O "povinho" teria roubado todas pra decorar o "cafofo".
Não teríamos nem que nos preocupar com alguma tampa caindo do céu!

Abraços e na esperança de que não precisemos de 2500 anos de história e uma centena de guerras para chegarmos là ...

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Naftalina e armários

Hoje me ligou um amigo dos tempos de faculdade.

Logo de início não consegui identificar de quem era a voz. Pedi para que se identificasse e, num ato falho, ele disse em alto e bom tom:
- Porra! É o Nafitão!!!

Senti seu súbito silêncio do outro lado da linha e já imaginei...o cara está no trabalho e teve que gritar seu apelido de faculdade. O povo todo que estava ao seu lado não tinha a mínima noção de que o chefe era conhecido no sub-mundo por um apelido ridículo destes...!!!

Logo vieram as gargalhadas de fundo o que só fez aumentar o silêncio do Nafitão.

Passados os instantes iniciais, ele em tom bem-humorado, pediu para que eu explicasse a origem do apelido aos seus colegas.
Ao invés de falar no viva-voz, combinei que escreveria neste blog a origem de tudo.

Caro Nafi, aí vai:

Lá pelos idos de 1988 numa segunda-feira encardida da noite paulistana, nevoenta e úmida, lá pelas 22h00 entramos em nossa primeira aula de Química Tecnológica.
Era no último andar da FESP (prédio do Sacre Coeur nos Jardins) em um conjunto de salas adpatadas que provavelmente eram o claustro das freiras de outrora (aquelas que o Maluf tocava piano e beliscava a bunda nas horas vagas..).
Digo adaptadas pois os armários para guardar a vidraria do laboratório foram construídos pelo lado de fora da sala fazendo com que a porta de entrada do lab ficasse no mesmo plano das portas destes armários adaptados.
A particularidade era que as portas dos armários eram idênticas à porta de entrada da sala!
Deve ter sido sobra de alguma obra que o maldito Américo (o dono da faculdade, que o Diabo o tenha!) guardou pra usar depois...
Bem, voltando ao assunto.
Lá pelas 22h45, toda a bicharada de saco cheio e o professor sem dar sinais de diminuir o ritmo, o O.O. da Silva resolve que na primeira virada de costas do professor, irá escapar pela porta sorrateiramente sem fazer o mínimo ruído.
Guarda sua HP28-S e seus blocos de notas na mala de couro, pega a chave do seu UNO enfia no bolso, e espera para dar o bote.
O professor vira para a lousa.
O OOSilva junta tudo e, num rompante de agilidade e sorrateirismo, pula pra porta e abre.
Deu armário.
Abre a segunda. Armário de novo, tenta na terceira, na quarta e na quinta. Mais armários...
CARALHO!!! Qual é a porta! São todas idênticas!

Nisto vira o professor, que já estava olhando e se mijando de rir desde a segunda tentativa diz incentivando:
-Vamos lá! Mais uma! Olha aí pessoal, o cara parece uma naftalina rolando nos armários!

Pois é.
Ficou.
De C10H8, passou a Naftalina, depois ficou Nafitão e finalmente Nafi para os íntimos. 

Esta é a origem do estigma que meu amigo O.O.da Silva carrega até hoje.
"O homem que tentou fugir da aula e deu de cara com os armários e mais armários..."





PS: Levamos umas 4 aulas para decorar qual era a maldita porta que dava pro corredor!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Tinha que publicar

Recebi de um amigo, que foi companheiro de cela do FHC na época de ouro do Brasil...ahhh tempo bom...
Bem, vamos lá: 

"Prezada Márcia Goldschmidt,

Recorro a você para pedir conselho num dilema muito sério.
Eu tenho uma namorada que eu amo intensamente e quero me casar com ela. O problema tem a ver com a minha família.
Eu tenho receio que a minha gata não se identifique e isso gere conflitos no nosso relacionamento.
Papai é chefe do tráfico e tem atuação muito forte aqui no Rio. Ele conheceu a minha mãe numa casa de tolerância e conseguiu tirá-la dessa vida. Hoje ela tem sua própria zona com mais de duzentas mulheres e homens, e não precisa mais exercer esse trabalho pessoalmente, só de vez em quando pra se manter sempre por dentro das tendências do mercado. Tenho três irmãos e duas irmãs que eu conheço pessoalmente. O mais velho é deputado federal, a pedido do meu pai, para garantir os seus negócios. O segundo tinha problema, mas mudou muito de vida depois que cumpriu a pena por sequestro e estupro e hoje é bispo da Igreja Universal, já ressuscitou catorze mortos e curou mais de 300 aidéticos e vive bem com suas quatro esposas na região dos Lagos. Meu terceiro irmão abandonou a milícia que ele comandava no Complexo do Alemão, se arrependeu dos presuntos que ele tem no currículo, saiu do armário faz uns oito meses e hoje é travesti e trabalha na rua do Jóquei em São Paulo , mas ele faz só ativo. Apesar de ter virado a casaca e largado o Mengão pra virar curintiano por causa do Ronaldo, ele é um menino bom e não causa preocupação na família. A gente vê que ele tá bem encaminhado. A minha irmã mais velha casou com o avô da ex-namorada dela, que está em estado vegetativo por causa de um derrame que ele teve quando o bicho pegou na época do mensalão. Ela abriu sua própria empresa em parceria com um sindicato, um despachante e um cartório, e hoje vende autopeças procedentes de veículos desaparecidos de outros Estados. E a minha irmã caçulinha trabalha de dia como atriz nas Brasileirinhas e de noite ajuda a mamãe, só que ainda na fase do atendimento direto ao cliente, pra poder pegar o know-how do negócio a partir da base.
Bom, Márcia, a minha pergunta é a seguinte: você acha que eu devo revelar de uma vez ou ir revelando pouco a pouco pra minha namorada que eu tenho um irmão deputado?"
 
Boa semana!

quinta-feira, 28 de julho de 2011

The Prisoner

DavidLynchiano!

Não tem melhor definição para o excelente seriado que acabei de assistir ontem.
Bem ao estilo brit-series. Foram 6 episódios, sem firulas e enrolação e o melhor: começo, meio e fim!

LOST, Daybreak, Flashforward, A Origem e muitos outros derivam do conceito por trás do plot de "The Prisoner", que aliás, é o remake de um seriado inglês da década de 60 do século passado.

Estados alterados da mente, níveis múltiplos de consciência em universos paralelos e viajantes entre estes mundos interagindo e tentando manter-se ligados ao "mundo real"...soa familiar?!?

Esteja preparado para colocar o cérebro para fazer exercício.
Se você é do tipo que assiste novela da Globo e fica com olhos-ouvidos-e-mente abertos esperando a descarga de porcaria cabeça à dentro, nem comece a ver, com certeza vai achar tudo chato, confuso e parado.
É como nos primeiros dias de academia, sua primeira reação é achar uma desculpa e nunca mais voltar.
Insista que seu cérebro gosta de se ocupar com pensamentos, associações e desafios, embora você possa achar o contrário...
É só uma questão de começar e dar o primeiro passo.

Bom divertimento!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Mais sobre seriados na TV

Eu não aprendo mesmo!
Depois das 6 temporadas acompanhando LOST e presenciar o final ridículo da série, caí na besteira, nostálgica sim, de assistir ao "V" versão 2009.
Começou bem.
Alienígenas, explosões com muitos tiros e mulheres bonitas...mas ficou por aí.
Enredo zero.
Plot mais enrolado que a fantasia do Boris Karloff quando interpretou a múmia.
E o final então; sem pé nem cabeça.
A Warner, como sempre, nem se deu ao trabalho de comentar o assunto com os fãs brasileiros. E ainda por cima está anunciando com o maior alarde o retorno da série para o público desavisado.

Meu conselho: desistam dos seriados semanais.
Comprem um servidor de mídia de uns 4Tb, arrumem uma boa conexão com a Internet (de F.O. se possível) e mandem ver nos torrents.
Baixem as séries que tiveram começo, meio e fim.
Ignorem as séries canceladas e deletem os responsáveis (abc e Warner estão no Top-5) da sua lista de canais.

DVD pirata, nem me dou mais ao luxo de olhar a banca.

Esta semana devo fazer a limpa na minha videoteca e ficar com uns 30 títulos no máximo. Os outros 300: lixo.

A era da mídia física acabou.
Somos donos e senhores da informação que entra pela nossa porta.
Chega de sentar no sofá depois de um dia extenuante e ficar mais estressado do que quando chegou para a diversão...

Dicas:
Babylon-5.
Battlestar Galactica BSG-75.
Life on Mars e sua sequela: Ashes to Ashes.
Daybreak (mas desligue a TV faltando 15 segundos para o final do episódio 13-season finale).
The Prisioner, com o Jim Caviezel e Ian Mckellen.

Boa diversão! 

terça-feira, 5 de julho de 2011

Whattafukinghell...

Este é um daqueles mistérios que aparecem de vez em quando bem na nossa frente e que não têm explicação...


Veja as duas fotos, mas olhe atentamente!
A pergunta que não quer calar está logo abaixo.






- De que porra é feito este arco do caralho que continua de pé?!?!

sexta-feira, 22 de abril de 2011

O meu mundo caiu!

Quantas decepções não acumulamos desde os tempos da infância!
Se o pai é o responsável pelas feridas e a mãe pela vergonha, de acordo com os psico-cavanhaques do século XX, digam-me QUEM é o responsável por isto?!?!




Sim. Estou indignado!!!

Terei que pagar mais uns dois anos de terapia por conta desta revelação-catarse que tive ainda há pouco....


O Gasparzinho é o Riquinho morto!!!!

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Ferramentas de trabalho

Hoje senti uma pequena amostra do que é a conexão com o Universo.
Longe de um Satori ou uma Epifania no sentido completo da(s) plavra(s), percebi sim, uma leve conexão com tudo que nos cerca.
.
.
.
.
Ontem, após o treino, conversei com o B.T. e com o E.C.. Falamos de vários assuntos. Amenidades, mulheres, relacionamentos passando por questões filosóficas (que, como o Sidão sempre coloca,: ...da profundidade de um pires...).
Foi um treino particularmente pesado, como o BT bem colocou, não pelo exercício aeróbico, mas pela forma como treinamos:

Alerta total! Quase um Ju-no-Kata com espirito de Ju-Waza. Isto requereu atenção total durante os 45 minutos de treino após o Sabaki.

Cheguei em casa "só o caco", mas com uma reserva de vitalidade incrível.
Este estado persistiu, e ainda persiste, até agora, momento que coloco isto em palavras (se é que isto é possível...).

Ao arrumar meu Do-Gi percebi que meu Hakamá estava com pequeno descosturado no triângulo anterior que segura a faixa esquerda maior.
Meu primeiro impulso foi o de enrolar o Hakamá e colocá-lo de volta na mochila.
Parei e refleti um momento.
"...Deus está nos detalhes..."

Respirei fundo. Esqueci voluntariamente de tudo que estava fazendo. Ignorei minha mente racional que calcula e planeja o tempo todo.
Relaxei, respirei e me concentrei, como no treino de ontem, na árdua tarefa de costurar meu instrumento de treino (ou instrumento de trabalho sobre mim).

Durante este simples ato, meu companheiro de treinos (o Hakamá) me trouxe como um flash, ou melhor dizendo, como um presente, vários momentos bons e alguns difícies que enfrentei nestes 17 anos de Aikidô.
Pude sentir tudo o que ficou impregnado na trama de seu tecido durante esses anos de esforço.
Foi sensacional perceber o que já passamos juntos e todo o leque de possibilidades que se abre à nossa frente...
Momentos ruins virão. Com certeza. Porém momentos bons os compensarão de longe!

Neste exato instante de comunhão com o Universo, através de um simples ato de costurar com carinho e muito amor a minha ferramenta de trabalho, eu agradeço a todos os Kamis que, obedecendo ao "Great Maker" me proporcionaram este momento único...

Domô!

terça-feira, 5 de abril de 2011

Cada dia uma...

Estava à procura de uma clínica odontológica para reparar um pré-molar com uma bela trinca na furca, quando a segunda-em-comando (SEC) assumiu o controle do teclado e pediu para verificar uma clínica de periodontia.
Ao iniciarmos a busca, o bot do site da Bradesco Dental retornou algumas opções. A SEC me chamou à atenção para a clínica Sorriso (aquela que, por uma fatalidade do destino, matou uma criança durante a anestesia) e começou a fazer algumas piadas de humor-afro-descendente...

Qual não foi a minha supresa ao notar o nome da outra opção...veja abaixo:



Isso mesmo!

"Matei e Servi"... um serviço muito mais completo do que o da "Sorriso" que só matou!

.....

quarta-feira, 23 de março de 2011

O mp3 não matou o CD, matou o rádio!

Hoje indo para o treino sintonizei a Mit FM: reggae...bléct!
Num toque troquei pra Oi FM: aquela baboseira sem rima nem melodia do Escanque...éca!
Numa recaída, passei pelo 102.1Mhz da Kiss FM: Aí veio a vinheta: "Depois de um rock, sempre vem o MESMO rock!" isto é, quando vc consegue ouvir algum rock, repetido à exaustão, no meio das propagandas.

Sobrou a Brasil 2000. Lá fui eu com o dial  para os 107,3Mhz achando que iria ouviralgum rock.
Para minha surpresa o que ouvi pareceu festa de bicho-grilo na porta de colégio na periferia: Maria Gadu e um violão chumbrega...pois é, a Eldorado tomou conta da frequencia.

Ficamos órfãos de mais uma!

Farei o que o Sidão (tecladista da banda São Rock e instrutor de Aikidô) já faz há algum tempo: 16Gb de música num pen-drive ligado na entrada auxiliar do equipamento de som do carro.

Morram rádios do inferno!

domingo, 20 de março de 2011

Mais uma do Peixe-boi bigodudo...

Recebi de um amigo e me senti na obrigação de publicar por aqui para registrar o momento e deixar para a posteridade...quem sabe um dia, lá pelos idos de 2050, não vamos nos lembrar da "guerrilheira beatnik megalomaníaca" e dar boas risadas de como os coronéis do NE conseguiram deixar o Brasil às traças por séculos!

Aí vai:



6 janeiro 2011 deu no jornal: ...SUA EXCELÊNCIA, A SENHORA PRESIDENTA DILMA...

Agora, o Diário Oficial da União adotou o vocábulo presidenta nos atos e despachos iniciais de Dilma Rousseff.

As feministas do governo gostam de presidenta e as conservadoras (maioria) preferem presidente, já adotado por jornais, revistas e emissoras de rádio e televisão.

* * *

Na verdade, a ordem partiu diretamente de Dilma: ela quer ser chamada de Presidenta. E ponto final. Por oportuno, vou dar conhecimento a vocês de um texto sobre este assunto e que foi enviado pelo leitor Hélio Fontes, de Santa Catarina, intitulado Olha a “Vernácula”.

Vejam:

No português existem os particípios ativos como derivativos verbais.

Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendicar é mendicante…

Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade. Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte. Portanto, à pessoa que preside é PRESIDENTE, e não “presidenta”, independentemente do sexo que tenha.

Se diz capela ardente, e não capela “ardenta”; se diz estudante, e não “estudanta”; se diz adolescente, e não “adolescenta”; se diz paciente, e não “pacienta”.
Um bom exemplo seria:

“A CANDIDATA A PRESIDENTA SE COMPORTA COMO UMA ADOLESCENTA POUCO

PACIENTA QUE IMAGINA TER VIRADO ELEGANTA PARA TENTAR SER NOMEADA

REPRESENTANTA.
ESPERAMOS VÊ-LA ALGUM DIA SORRIDENTA NUMA CAPELA ARDENTA, POIS ESTA DIRIGENTA POLíTICA, DENTRE TANTAS OUTRAS ATITUDES BARBARIZENTAS, NÃO TEM O DIREITO DE VIOLENTAR O POBRE PORTUGUÊS, SÓ PARA FICAR CONTENTA.”














quinta-feira, 17 de março de 2011

É por causa

deste tipo de "criança" que ensinarei Aikidô e Karatê ao meu filho.
O Aikidô será para nunca se meter em encrencas e sempre tentar resolver tudo na diplomacia...e o Karatê é pra quando todos os argumentos falharem...curto, grosso e direto.

http://www.sedentario.org/videos/isso-que-da-procurar-encrenca-com-quem-ta-quieto-38459

Valeu Zangief !!!

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Fifty-fifty

Ontem no Aikidô ouvi uma notícia que me deixou profundamente chateado.
O Edu "Jackie Chan" foi assaltado dentro de sua casa e acabou levando 3 tiros.
As histórias que ouvimos no dojô são um pouco desencontradas. Não conseguimos entender o que realmente aconteceu e em quais circunstâncias.
Descobri, ontem também, que sua esposa está grávida do primeiro filho. Mais um motivo para me chocar, ainda mais,  com todo o ocorrido pois me vejo na mesma situação.
De acordo com o pessoal que comentou o fato, ele chegou do treino na quarta-feira passada e supreendeu os bandidos dentro de sua casa.
O desfecho vocês já sabem.

Sou engenheiro eletrônico.
Cordato por excelência e cartesiano por formação.
Números são a base de tudo. Quando devidamente ponderados, analisados e entendidos eles nos dizem muito mais do que podemos perceber à primeira vista. Haja visto o impulso que as ciências exatas deram à nossa sociedade nos últimos 100 anos...

Bem, voltemos aos números.
Vocês sabem qual o estado Norte-americano menos violento?
.
.
.
Não?!?
.
.
.
É o Texas.
Sabem o porquê?
São dois os motivos:
1) Pena de morte.
2) Além da liberdade de porte de armas, tem o maior número de armas de fogo x habitante.

Explicando.
Danos colaterais sempre existirão, seja a Justiça (do Homem) cometendo enganos, sejam os bandidos pintando e bordando com suas vítimas.
Volto aos números: em qual dos casos morrem menos inocentes? Acho que de longe a "Justiça cometendo enganos" mata menos inocentes.
Portando sou defensor do item 1. Em absoluto.

Item 2.
Bandido com o revólver na mão: O destino da vítima está 100% nas mãos do desgraçado.
Bandido e vítima armados. 50% pra cada um.
Bandido drogado e vítima treinada em tiro e, preferencialmente, em alguma arte-marcial para manter a calma e a disciplina: A balança começa a pender para o lado da vítima...



Vocês acham que um bandidinho de bairro (ou pivete drogado = "nóia" ou algo que o valha) se arriscaria a entrar em uma residência sabendo que uma "357" estaria do outro lado da porta com o cano virado para sua cara, esperando ele entrar?

E mesmo que entrasse, roubasse e aterrorizasse, ele mataria ou mesmo atiraria em alguém sabendo que o destino dele, neste caso extremo, seria ter seu "couro frito" na cadeira elétrica, ou um "soninho profundo" na câmara de gás, ou ainda a "falta-de-ar descômoda" de um enforcamento???

Garanto que não.


Edu, rezo todos os dias pelo seu pronto restabelecimento.
O Aikidô, para manter a clama, você já pratica.
Agora só falta comprar uma 12.

Volte logo.
Abraços.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

The Pixies

Certa feita, estava eu na Galeria do Rock comprando discos quando colei no balcão da "London Calling" (que tem um dono chato pra cacete!); para minha sorte, o chato estava ocupado com alguma outra coisa e veio me atender uma doidinha esquelética toda pintada de preto (batom, sombra, lápis no olho, esmalte, etc).
Começamos a conversar e não é que a dita cuja entendia do que falava?!?!
Falamos de várias bandas do cenário "indie" do final dos 80s e 90s. Para quem tinha cara de alienada e curtidora do Madame Satã, até que ela entendia bastante de rock britânico e vanguardistas norte-americanos! 
Foi quando ela soltou esta pérola:
" - Puta, cara! Fico doida da vida quando vejo banda fazendo acústico. Dá a impressão que acabou a grana dos caras e eles venderam todo o equipamento e depois vem com esta história de banquinho e violão... É uma merda!"

Tenho que concordar.

É insuportável ver aquele bando de artistas cheios de propostas (como diriam os publicitários de plantão) em volta de um palco ao estilo MTV fazendo sonzinho de boteco. Deprimente.

Hoje li um twitt do Estadão falando que o Pixies lançará um novo disco depois de 20 anos.

Pior que fazer "acústico" é juntar a banda quando a grana acaba e tocar um "foda-se" para os fãs quando a grana entra.
É justamente isto que o Pixies vem fazendo há 20 anos.
Desde que o mitômano-megalomaníaco do Frank Black desmontou a banda, eles se reunem quando o dinheiro está acabando só para deixar os fãs com esperanças. Depois dizem que não dá...que perderam a mão, etc.

As duas últimas passagens deles por aqui foram: uma, na pedreira abandonada abaixo de zero em Curitiba PR (?!? whatta fuking in mind tinha o empresário dos caras????) e a segunda, ano passado, no SWU que só tinha molecada rica e pseudo-engajados-eco-chatos.

Mas, de tudo isto que falei aí em cima, o que me dá mais ódio, é o fato de eu ser fã dos caras.
Eles são bons. MUITO BONS.
E eu acabo indo atrás e acompanhando o que sobrou deles.

Vamos ver se desta vez sai um disco melhor ainda que Trompe Le Monde


Abs

PS.: Por estas e por outras que o DEVO ainda é a melhor banda de todos os tempos. Sexagenários, criativos, à frente de seu tempo e fazendo coisas novas, e cada vez melhores, desde 1974. http://en.wikipedia.org/wiki/Devo

Não é mesmo, Mr. Wayne?!

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

RRRá! Vaidade meu pecado predileto!

O Al Pacino é o cara.
Não importa o enredo. Jogou na mão dele, vira ícone. Pode não ganhar Oscar, mas que será sempre lembrado, isso será.
Tudo quanto é filme que participa ele consegue imprimir alguma frase, bordão, trejeito, olhar, etc que ficará no nosso imaginário para sempre. O tango em Perfume de Mulher, os desvairios de Serpico, o nervosismo de Scarface, e tantas outras marcas registradas suas.

De todas elas, uma que eu simpelsmente adoro, é o take final de Advogado do Diabo.
Durante todo o filme, o Diabo (ele, o Al Pacino) tenta dar o bote e ficar com a alma do Keanu Reeves. Quando este se suicida, o cramulhão entende finalmente o que motivava o advogado Keanu o tempo todo. Ao estalar os dedos, ele volta no tempo e pega o jovem advogado pela sua maior fraqueza.
Neste momento ele solta o famigerado:
- RRRá! Vaidade, meu pecado predileto!

Sendo a vaidade o pecado dos pecados, ou melhor dizendo, o pecado original, tudo é um desdobramento dela.
Os grandes líderes. Só tiveram forças para se tornarem grandes líderes poque haviam pessoas para admirá-los e dar mais força ainda para alcançarem seus objetivos. Stalin, Mao-tse-tung, Gandhi, Hitler, Alexandre o Grande, Gengis Khan, etc
Os grandes artistas. Só se superaram por causa dos seus fãs e admiradores. Da Vinci, Mozart, Michelangelo, Beethoven, etc
Os bilhonários. Só acumularam fortuna para agradar uma mulher e, só agradam uma mulher por conta de sua própria vaidade que é satisfeita ao se tornarem o macho alfa do bando.
E a lista continua.
Se procurarmos bem lá no fundo, veremos que todos os nossos pecados têm como fonte primeva a dita cuja vaidade.

Os problemas começam a aparecer quando não temos ciência disto.
Pior ainda, quando temos ciência e deliberadamente enaltecemos o nosso ego cultuando a nossa vaidade. Neste (pior) caso, acabamos por nos tornar, na melhor das hipóteses, uma bela legião de déspotas.

Vivemos imersos no campo energético de tudo e de todos os seres que nos rodeiam.

Invariavelmente influenciamos estes campos de energia pela nossa simples presença na face da Terra.
Cabe a nós e a mais ninguém, decidir nosso destino neste imenso campo de energias.

Quando sabemos que temos defeitos e trabalhamos sobre eles, surge uma espiral energética ascendente que acaba amenizando estas interações negativas criadas pela nossa personalidade egóica (vaidade pela vaidade) aparecendo uma resultante positiva, que em sânscrito, a língua sagrada do hinduísmo, traduz-se por Dharma. 
De maneira oposta, quando não trabalhamos, ou pior, enaltecemos estes aspectos da nossa personalidade (vaidade pela vaidade) é gerada uma espiral energética descendente que deve se dissipar de alguma forma, essa é a lei (da Entropia), e acabamos arrastando os que estão à nossa volta e não possuem reservas energéticas suficientes para suplantar este fluxo descendente. Física de vetores. Força A maior que B, resultante na direção de A. Força A menor que força B, resultante na direção de B. Ponto. É o que os hindus chamam Karma.

Anúbis opera a balança. Se o coração é posto num dos pratos e suas "boas obras" colocadas no outro, o fiel têm que pender para o lado das boas ações, caso contrário não hão alternativas senão pagar este débito.

Nenhum de nós e perfeito.
Fato.
Caso o fôssemos, não estaríamos por aqui penando neste corpo físico durante Eons sem fim.

O que nos cabe é observar, aprender e melhorar.
Qualquer coisa que fizermos, diferente disto, a Natureza tomará suas precauções pois estaremos nadando contra a sua corrente e isto não interessa em absoluto aos Seus propósitos.

Seja dentro de uma caverna nos Himalaias, num mosteiro Zen, numa academia de arte-marcial ou no corre-corre do nosso dia, temos que prestar atenção.
Só com a a-tensão, lograremos os resultados básicos para o início da verdadeira jornada rumo ao nosso interior.
Lá a Flor de Lótus, estará aberta à nossa espera, pronta a nos acolher em suas pétalas para toda a eternidade.

Obrigado à todos, sem exceção, pela excelente aula sobre a vida que nos foi dada ontem.

Namastê!

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Bass Boom Blaster

Há algum tempo atrás assisti um programa no History Channel, o UFO Hunters, onde eles estavam simulando uma aparição do UFO triangular na Carolina do Norte.
Exitem algumas suspeitas de que se trata da nova geração de aviões Stealth dos EUA pois as aparições destes UFOs em particular, sempre vêm acompanhadas de muito barulho e foguetório no céu.
Os UFOS, se é que realmente existem, são bem silenciosos e discretos, de acordo com a grande maioria dos testemunhos.

Na reportagem citada, um dos especialistas da equipe constrói um aparato bem interessante, na verdade umas das coisas mais "cool" que já vi algum doido montar! Quase do naipe dos karts a jato com gás butano! (Este também esta na minha lista das 1000 coisas que vc tem que construir antes de morrer)

O equipamento é o seguinte: Um compressor de ar rotativo à pistões enche um reservatório de ar de uns 500 litros, á uma pressão de umas 20 atmosferas. Este reservatório se conecta à uma válvula de várias polegadas de diâmetro que tem abertura instantânea (isto é crucial para o efeito final) comandada à distância. A saída desta válvula é conectada hermeticamente a uma super corneta de 10 metros de comprimento com uma bocarra de 4 metros por 4 metros (16 m2 de área!).
Toda a parafernália é então colocada no suposto local do avistamento e apontada para a casa das testemunhas.
No momento que o insano membro do time do UFO Hunters aperta a botoeira para disparar a válvula, praticamente todo o ar do reservatório escapa instantaneamente por aquela enorme corneta provocando um "BOOOOOMMMMM" tão grande que quebra as janelas da casa das testemunhas e ainda arrebenta a corneta espalhando estilhaços de madeira pra todo lado.
FOI DEMAIS!!! Ninguém esperava que o efeito fosse tão "realista"!

Por que comento isto aqui hoje?
Bem, ontem lá pelas 13h00 meu vizinho da frente começou o seu ritual diário de vagabundo-sustentado pela mãe-casado-com uma filha de 2 anos: Chegam seus amigos de balada, todos carecas na faixa dos 30 e com boné na cabeça, estacionam sobre a calçada e ficam até as 22h00 (no mínimo) acelerando seus carros e com os porta-malas abertos ouvindo lixo musical (cornetinha do funk é o mais suave dos lixos...) com o volume no máximo.
Ontem foi a gota d´água.
Decidi passar a minha supercorneta de ar-comprimido para o topo da lista das 1000 coisas que tenho que constriuir antes de morrer.

Não sei se serei preso ou se alguém se machucará com as vidraças quebradas, mas que valerá a pena ver o primeiro disparo, isso valerá!

Postarei as fotos na medida que inciar a construção.



PS.: Pretendo fazer algo mais modesto para poder desmontar e guardar...nunca se sabe quando será necessário acabar com alguma festa noturna pela vizinhança.

sábado, 29 de janeiro de 2011

Equilíbrio perfeito

1992.
Atravessei a porta do Instituto Takemussu, ainda na Rua Jussara, para assisitr uma aula de Aikidô. Era um Domingo. O Sensei Wagner Büll dava sua aula e, à medida que o kihon acontecia, ele interrompia o treinamento bem ao estilo ocidental, para dar dicas e difundir a filosofia da arte.
Nestes quase 20 anos percebemos a evolução do seu Aikidô (agora ele é um Shihan 6° Dan reconhecido pelo Hombu Dojô do Japão - o quartel-general mundial comandado pelo neto do Ô-Sensei Morihei Ueshiba).
Percebemos também a nossa própria evolução graças ao entusiasmo do Sensei Wagner em nos transmitir seu entendimento da arte e filosofia do "estilo" Takemussu.

De todas as preleções, conversas, conselhos e dicas que ouvi nestes anos todos, uma frase do Sensei Wagner consegue resumir com perfeição o que é o Aikidô trazido ao mundo real do nosso dia-a-dia. Talvez porque estou prestes a me tornar pai, esta frase tenha revelado toda a sua plenitude ao meu entendimento.
Ele disse o seguinte:

"Na minha casa existe o equilíbrio perfeito.
Eu mando nos meus filhos.
Meus filhos mandam na mãe deles.
E a mãe deles manda em mim."

Tada-Ima!

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Irimi Naguê


Quando me perguntam se o Aikidô é coreografia, tudo combinado ou simplesmente acontece durante o embate, a resposta é sim e não.

Aí na foto:
O Igawa saiu correndo na minha direção e me deu um soco no rosto. Isto não foi combinado.
Dei um passo para o lado em sua direção e, com o braço esquerdo ataquei sua garganta no intuito de segurar o pescoço e quebrá-lo (se fosse necessário), porém sem fazê-lo de verdade. Isto é combinado (a gente não costuma matar os ukês...).
Ao perceber que iria ficar à minha mercê, ele executou um Otoshi-ukemi, ou seja, jogou as duas pernas para o ar e, com o tronco ainda suspenso, fez o apoio com a mão direita no chão literalmente "escapando pelo ralo". Foi a única saída possível para escapar à chave que se fecharia sobre seu pescoço. Isto não foi combinado.

Após escapar do meu contra-golpe o ukê sempre terá duas alternativas: voltar a me atacar e correr o risco de não conseguir escapar da próxima chave e se machucar seriamente ou ir embora e me deixar seguir em frente com meus pensamentos sobre o Segredo do Universo (que é 42), a paz mundial, o aquecimento global, ou ainda sobre qual será a cor dos olhos e cabelos do Lorenzo...

Este é o Aikidô!